como-se-vestir-bem

Como se vestir bem mesmo com um orçamento apertado

Como se vestir bem mesmo com um orçamento apertado

Estamos em crise! Quem não está? Se você é dona de casa como eu deve ter percebido que os preços no mercado estão inflacionados.  Um quilo de arroz três reais… e por aí vai.

Mas vamos falar de roupas. Toda mulher ama uma roupa nova e isso não tem nada a ver com gastar. Detesto gastar muito, mas gosto de andar arrumadinha, então economizar é minha palavra de guerra.

Hoje trouxe algumas dicas de como compor um visual bacana com um orçamento apertadinho. Vamos conferir?

1 – Controle-se! Você não precisa de tanta coisa

combinações-01

Isso mesmo! Nada de um armário abarrotado de roupas. Tal situação causa confusão na hora de escolher uma peça e culmina naquela velha afirmação: – estou sem roupas! O que leva a uma ação nada inteligente: Comprar mais roupas por achar que não tem o suficiente.

Portanto não vise a quantidade e sim a qualidade das suas peças. Saiba eliminar aquilo que você não usa mais ou então customizar essas peças esquecidas. Se uma roupa está encalhada há mais de seis meses, continuará encalhada por mais seis e sei lá quantos.

Se não houver jeito de combiná-la com outra peça ou acrescentar alguns adereços charmosos, Venda! (Se estiver em bom estado). Para isso há diversos brechós online. Com o dinheiro é possível investir em novas peças ou em peças usadas de boa qualidade.

2 – Procure novas combinações com as peças que você já tem

look-do-dia

Antes de comprar mais use o que você tem. Experimente novas combinações. Eu costumo me divertir bastante em frente ao espelho provando as roupas que já tenho e buscando meios de criar novos looks.

Dessa forma descubro que uma blusa que costumava usar só com determinada calça (porque achava que só combinava com ela) pode ficar bem com várias outras peças, como bermudas ou saias. Combine mesmo quando não combina. Afinal não é preciso usar tudo “combinadinho” à risca!

3 – Vendas as peças (em bom estado) que você não utiliza

bazar

Depois de fazer aquela limpa no armário e separar aquilo que não cabe mais em você, que por algum motivo você não consegue mais usar, tente vender. Há diversos brechós online que oferecem peças em bom estado por um preço bem camarada. É o caso do Enjoei e do Repassa.

Você pode também fazer um brechó na sua casa, convidando as suas amigas e as amigas de suas amigas. É uma boa forma de arrecadar um dinheirinho que pode ser usado para renovar o guarda-roupa.

O sistema de trocas também é interessante. Aí, mais uma vez entram as amigas. A peça que sua amiga descartou pode ser útil para você e vice-versa. Sei que tem gente que não gosta de usar uma roupa que outras pessoas já viram a amiga usando, mas amiga que é amiga não tem essas frescuras não é mesmo? As minhas de verdade não têm.

4 – Organize seu armário/ guarda-roupa e facilite a sua vida

closet

Depois de ter se desfeito das coisas que você não usa mais (vendendo ou trocando), organize seu armário. Deixe as peças à vista para que assim seja possível criar looks mentalmente simplesmente ao olhá-las; e assim facilitar a sua vida na hora de sair para o trabalho, faculdade… Não há nada mais devorador de tempo do que ficar “catando” o que se vai vestir.

Arrume suas calças todas num mesmo espaço. Separe as blusas de malha, que não amassam muito, por cor e coloque-as em rolinhos dentro de uma gaveta. Coloque as blusas sociais (que precisam estar passadas) nos cabides e agrupe por cores.

Guarde as roupas que você só usa em viagens – as minhas são as de inverno, pois moro numa cidade quente – em um local separado, mas lembre-se sempre de colocá-las ao sol para evitar mofo e cheirinhos desagradáveis.

5 – Conserte e customize

customize

A roupa rasgou ou ficou mais frouxa depois de sucessivas lavagens? Conserte, aperte, mas não jogue fora. As blusas de mangas compridas saíram de moda? Leve a uma costureira e mande encurtar algumas delas, mas não todas, principalmente as pretas e brancas, pois essas nunca saem de moda. Customize seu jeans velho. Dê uma cara nova àquela blusa sem graça. Reinvente e inove, mas economize!

Eu gosto de customizar minhas peças e sempre que vejo que há alguma coisa fora do lugar ou que precise de conserto, faço eu mesma usando a minha máquina de costura.

6 – Aproveite as promoções com sabedoria

Aproveite as promoções, mas sempre com bom senso. Essa semana eu comprei um vestido que custava bem caro (pelo menos para mim) com 70% de desconto. A loja toda estava em promoção, mas levei só um vestido. Sempre haverá roupas para serem compradas, mas se você seguir comprando tudo que estiver barato pela frente há uma coisa que nem sempre haverá: dinheiro!

Estude seu orçamento, mesmo diante da plaquinha “SALE” estampada na vitrine da loja. Pense bem antes de levar as peças que gostou. Nem sempre fazer o que queremos é o correto. A sensação de felicidade ocasionada pelas novas aquisições pode se transformar em arrependimento depois que você voltar à sobriedade pós compras.

7 – Procure os Outlets

Outlets são ótimas formas de economizar. Por mais que as roupas não sejam de coleções recentes, estão mais baratas. Às vezes, com 80% ou 90% de desconto. Eu nunca segui a onda da moda, mas sempre segui a minha onda.

Na época da moda de tecido de “oncinha” cheguei a comprar uma blusa por impulso e acabei doando porque era espalhafatosa demais. Como gosto da estampa e queria uma coisa mais sóbria, optei por uma calça nessa estampa, contudo em um tom bem apagadinho, discreto.

Não entre nas ondas de cabeça. Você não precisa incorporar a moda. Um detalhe da tendência, desde que combine com você, basta. Se não combinar, melhor não forçar a barra, pois isso redundará em peças encalhadas no armário e prejuízo no bolso.

8 – Não compre fantasias de Carnaval

fantasia-de carnaval

Quem nunca se deparou com uma peça de roupa colorida e divertida e acabou comprando e nunca usando? A criatividade de algumas marcas muitas vezes é ácida, portanto devemos usar todas as “bases” do nosso bom senso para neutralizar essa acidez e não comprar coisas que não combinem com nosso estilo.

Se eu tivesse usado a cabeça não teria comprado a tal blusa de estampa de bicho extravagante, pois não combina comigo. Evite o que lhe deixa menos você. Conheça os limites da moda. Vista-se com decência, bom senso e elegância.

Se aquela peça colorida demais estiver em promoção (ou não) e não for a sua praia, deixe na loja. Não leve mais um item para seu armário e nem comprometa o seu orçamento com roupas que não combinam com você.

Compre com sabedoria

Você pode manter seu guarda-roupa atualizado, sem ter que gastar excessivamente. Essas dicas que passei para você valem para você economizar sempre.

Eu não possuo um armário excessivo. Gosto de comprar, mas graças a Deus sempre compro coisas boas por preços bem em conta. Costumo orar e pedir sabedoria e controle a Deus para não gastar em excesso.

Procuro também me esforçar para aproveitar o que tenho e ser controlada no sentido de não comprar o que não preciso. Claro que me permito uns mimos de vez em quando. Mimos devem ser ocasionais e não podem virar rotina, do contrário o prejuízo é grande.

Economize nas roupas para sobrar para viajar

viajar

Há coisas mais importantes na vida do que gastar com roupa. Quando economizamos com acessórios, roupas e afins, conseguimos fazer outras coisas legais como viajar por exemplo.

Não permitamos que a moda nos controle e diga o que devemos vestir, como devemos vestir e a que tempo devemos vestir, tampouco que consuma nossas finanças como um gafanhoto. Conheço muita gente endividada porque acha que precisa comprar tudo o que vê pela frente. Você não precisa de tudo. Lembre-se: Menos, às vezes, é mais.

Palavra do dia: Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos.
Provérbios 14:1

6 Comments

  • Reply Tainara Duque julho 8, 2015 at 11:24 am

    Adorei as dicas!! As vezes e bem melhor customizar do que gastar dinheiro em roupa
    beijinhos <3
    http://tainarasworld.blogspot.com

  • Reply Daniele Leite julho 8, 2015 at 11:26 am

    É sim Tainara. Ou então é bom planejar bem a compra, saber aproveitar as promoções e não comprar por impulso. Beijos!

  • Reply Isabel Borgert agosto 18, 2017 at 11:24 pm

    Dani
    Acho que vou seguir sua dica de vender as minhas roupas e viajar, fico guardando e o tempo vai passando não é.? Qualquer pedaço de pano é 200,00.
    Ultimamente tenho que passar longe de lojas , as roupas estão muito caras e não da pra ficar gastando por ai.
    Não sigo muito moda mas gosto de umas coisas bonitinhas.
    Quanto a variação de roupa, tenho feito boas combinações, onde trabalho é obrigatório uma roupa discreta e tem até feito sucesso com uma básica sempre preta e só jogo uma cor ( um cachecol um lenço e parece que o pessoal gosta pois elogia muito achando que to sempre com roupa nova..Não conhecia a Repassa vou conferir.
    Bjs bom sábado.
    Isabel

    • Reply Daniele Leite agosto 23, 2017 at 12:17 pm

      Nos bazares que fiz pela internet conseguir vender bem. Tenho muito cuidado com minha roupas, então mesmo depois de um certo tempo de uso ainda se conservam com aparência de novas. Procuro também escolher bons materiais. Fiz os bazares todos pelo Facebook!
      Bjs!!

  • Reply Selma brasil agosto 25, 2017 at 1:11 pm

    Achei ótima suas dicas, já costumo colocar em prática algumas como fazer doações. Bjs!

    • Reply Daniele Leite agosto 25, 2017 at 6:11 pm

      Obrigada Selminha! Bom ver você por aqui! Bjs!

    Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.