bronwies

Empório Brownie : doces bons, atendimento péssimo

Empório Brownie : doces bons, atendimento péssimo

Faz muito tempo que sou cliente da doceria Empório Brownie.  Aos sábados gostava muito de ir ao Iguatemi para comer um delicioso brownie com sorvete.

A qualidade dos produtos é muito boa, mas o atendimento tem sido um verdadeiro convite a não mais frequentar o estabelecimento.

A pior das minhas experiências com a loja Empório Brownie

Vou compartilhar com vocês o que aconteceu na Loja do Shopping RioMar Fortaleza.  Nas outras lojas que já frequentei: Iguatemi e Del Paseo, o atendimento é ruim também, mas nada que passe perto do constrangimento e da grosseria a qual fui submetida na loja do RioMar.

Certa vez fui comprar alguns doces e a caixa do estabelecimento ao invés de me dar o mínimo de atenção na hora do pagamento, ficou conversando com um rapaz , decidindo o seu jantar, enquanto tentava passar o meu pedido.

Nesse ínterim, meu cartão deu erro de leitura e ela me acusou de “tacar a mão na maquineta e ocasionar o ocorrido “. Falou com essas palavras em tom vibrante e eufórico, como se eu fosse sua inimiga:  – ” Você deve ter tacado a mão, por isso aconteceu isso!”

Se ela tivesse falado as mesmas palavras com um mínimo de candura ou cortesia eu nem teria ficado chateada. Mas falou como se eu tivesse  fazendo um favor em comprar ali.

Mais doses de grosseria

Quando questionei e respondi que eu não havia ” tacado a mão na máquina , fazendo isso de forma a preservar um ambiente mínimo de convivência, ou seja, engoli a seco a grosseria e fui educada, ela vociferou mais alto ainda tentando corrigir seu ato atormentado com essas palavras: ” Tá bom, pode ter sido eu, segure assim e digite de novo”.

Não bastasse isso, eu quis colocar a  máquina sobre o balcão, a fim de que não houvesse interferência na hora de eu colocar o meu cartão de débito para pagar a conta, pra ajudar mesmo, pra ser mais rápido.

A moça , cujo nome não sei, pois nem tive a chance de perguntar,  continuou sendo grossa. Puxou a máquina e disse que não e falou com todas as nuances de grosseria possíveis: O cartão vai bater, e não vai dar certo, coloque assim.

Gente, se eu estivesse comprando brownie do Seu Lunga eu acharia até engraçado a forma como fui atendida. Mas puxa a vida, nunca fui tão pessimamente atendida em um estabelecimento na minha vida. Mas tudo bem né, a moça deveria estar em um dia ruim e vai ver trabalhar nessa loja não é muito agradável. Passaram algumas coisas em minha mente.

Ao término desse infeliz episódio, peguei os meus doces e ainda disse obrigada. Não consigo ser diferente.  Fiquei me questionando… Talvez eu não estivesse tão bem vestida para ser bem atendida.

Mas gente, fui ao shopping para comprar algumas coisas que precisava, não fui para exibir meu último look, tampouco fui ao cinema com meu marido. E outra, eu tenho do direito de andar do jeito que eu quiser.

Meu contato com a Marca pelo Facebook

Entrei em contato com Marca através da Fanpage que ela possui no Facebook. Eles visualizaram a minha mensagem, enviada dia 29 de julho. Até hoje nenhuma resposta foi dada.

print de conversa

De quem é a culpa?

Bom, a culpa não é só da funcionária, ao meu ver. A culpa é também de que não treina os seus colaboradores. A julgar pelo atendimento  que recebi dos responsáveis pela página da empresa no Facebook, dá para termos uma noção do quanto se importam com os clientes.

Mas você me dizer que talvez eles estejam apurando os fatos. Mesmo assim. Visualizar a mensagem e não dar nenhum feedback, do tipo: – lamento pelo ocorrido senhora, procuraremos instruir melhor nossos funcionários. Mas não a única resposta que recebi foi do próprio Facebook : um ícone de mensagem visualizada.

Em busca de novas docerias

Quando eu quiser comer um brownie, com certeza não procurarei mais essa doceria. Quero distância desse lugar por um bom tempo , que embora tenha doces ótimos, possui um atendimento péssimo, carente. Não fiquei depressiva por causa do péssimo atendimento, só acho que não deveriam fazer isso porque é falta de respeito mesmo e de educação.

Quem trabalha com o público, deveria treinar melhor aqueles que atendem os seus clientes. Afinal a razão de ser da organização é o cliente.

Você não está exagerando?

Podem chamar de mimimi, mas é assim que sou. Quem achar que ser tratado com grosseria é o normal, deveria rever um pouco os seus padrões.

Gosto de um bom atendimento, é o mínimo quando pagamos por um serviço, mas acho que as pessoas pensam que um bom produto substitui aquelas palavrinhas mágicas: bom dia, por favor, obrigada. A verdade é que não mais. As pessoas estão cansadas de serem tratadas com arrogância. O legal é que existe concorrência .

O lado mais legal desse incidente todo é que e fez abrir os olhos para novos lugares que vendem doces. Acho que eu etsava viciada demais em brownies só da Empório Brownie.  Visitar outras docerias, há de ser bom , quem sabe eu descubro além de um bom doce,  qualidade no atendimento. Afinal ganho meu dinheiro com muito trabalho para deixá-lo apenas com quem não valoriza a minha pessoa como cliente.

Mas também no dia que eu quiser comer um brownie vou lá de novo , na calma, como sempre,  na educação e continuar pedindo por favor,  continuar sendo educada, não poso deixar a amargura das pessoas que vendem doces naquele lugar me fazerem sentir mal. Como disse Eleanor Rooselvet: ‘Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem o seu consentimento.’ Ah e os brownies estavam uma delícia!!!

Palavra do dia: O que oprime ao pobre para se engrandecer a si mesmo, ou o que dá ao rico, certamente empobrecerá. Provérbios 22:16

2 Comments

  • Reply Gabriele agosto 2, 2016 at 11:49 am

    Que situação hein Dani!

    Parei de frequentar uma pizzaria aqui na cidade, pois por três vezes consecutivas fui mal atendida. Uma pena que só ali tenha meu sabor de pizza favorito :'(

    Eles tem a obrigação de oferecer um bom atendimento, estamos pagando com nosso dinheirinho suado pra isso. Eu tenho o hábito de dizer “bom dia, por favor, obrigada” até para funcionários de lugares em que frequento, não por obrigação mas educação. Não gosto desses lugares que te tratam conforme sua classe social 🙁

    • Reply Daniele Leite agosto 2, 2016 at 8:03 pm

      Eu fiquei boquiaberta com a delicadeza da moça rsrs. Mas aqui na minha cidade o povo é bruto! Nos estabelecimentos, se você não estiver com cara de rica então, nem olham pra você, a não ser que você jogue dinheiro no chão rsrs
      Nunca me acostumei com isso, acho a realeza da falta de educação, mas fazer o que né?
      O que posso dizer é que mantenho-me em estado de calmaria, não discuto, digo obrigada e às vezes ou não compro mais no lugar ou demoro um bom tempo. Afinal quem gosta de ser maltratado? Só doido!!! rsrs
      Bjos!!!

    Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.