Maravilhosa Graça

MARAVILHOSA GRAÇA: PHILIP YANCEY

Livro Maravilhosa Graça: Philip Yancey

 

A primeira vez que vi esse livro, há muitos anos, eu estava com uma amiga na Casa da Bíblia aqui de Fortaleza. Estávamos vendo se conseguiríamos um desconto para comprar, mas não foi possível. Era muito caro para nosso bolso na época. Éramos estudantes lisas, mas com muita vontade de ler livros que falassem da maravilhosa graça de Deus, graça que nos alcançou.

Passou-se muito tempo até que fosse conseguir um exemplar. Quando digo muito, é porque foram anos. Embora eu tivesse o livro em PDF, não sei vocês, mas não acho nada agradável ler assim. A luz do tablet incomoda um pouco e rapidamente cansa a vista e para leituras longas não é interessante. Estou planejando comprar um e-reader, um leitor de e-books, que possui um sistema bem bacana. Enquanto não tenho um vou lendo no livro impresso, com pena de riscá-lo, mas é o jeito. Não dá para passar por informações importantes sem grifá-las, não consigo.

Um pequeno vislumbre do livro

O livro é dividido em quatro partes e cada parte tem uma história para ilustrar a graça. O capítulo primeiro é dedicado aos agradecimentos, que são muitos. Os outros são divididos assim, dentro de suas partes:

Parte I: com é doce ouvir

Onde o autor faz um paralelo brilhante com a festa de Babete e a graça. Babete é uma história escrita pela dinamarquesa Karen Blixen e nos fala como uma mulher gastou tudo que tinha para oferecer um banquete para pessoas que não o mereciam. Isso nos faz lembrar ed alguma coisa? O autor aborda ainda outros sub-temas nessa primeira parte, cada um deles constituindo um capítulo:

Capítulo 2:  A festa de Babete: uma história;

Capítulo 3:  Um mundo sem graça;

Capítulo 4:  O Pai cego de amor e a nova matemática da graça.

Parte II: Rompendo o ciclo da não-graça

Composta por cinco capítulos( 6, 7, 8 9 e 10), essa parte vai nos falar sobre o perdão. A frase de efeito que inicia o capítulo sete é bem contundente: Aquele que não pode perdoar, destrói a ponte sobre a qual ele mesmo tem de passar. George Hebert.

Capítulo 6: Ciclo ininterrupto: uma história;

Capítulo 7: Um ato nada natural;

Capítulo 8: Por que perdoar?

Capítulo 9: Acerto de contas;

Capítulo 10: O arsenal da graça.

Parte III: Cheiro de escândalo

A graça é escandalosa. E por quê? Imagina amara os eu inimigo, perdoar quem te ofendeu, ajudar quem te prejudicou. Isso é ser gracioso, é agir com graça. No capítulo 12, Philip Yancey cita Dorothy Day: ‘Eu realmente só amo a Deus na proporção em que amo a pessoa que menos amo’. Difícil. Eu estou muito longe disso, confesso. Vejam os tópicos da parte III.

Capítulo 11: um lar para bastardos: uma história;

Capítulo 12: Esquisitices, não;

Capítulo 13: Olhos curados pela graça;

Capítulo 14: Brechas;

Capítulo 15: Anulação da graça

Parte IV: Sons da graça para um mundo surdo

A última parte começa com a história de Big Harold, um pregador moralmente perfeito aos olhos dos homens, mas preconceituoso com negros e todos aqueles que não seguiam o seu padrão moral. Foi preso justamente pelo que condenava tão fortemente e mesmo depois de padecer na prisão não se achou nele sinal de graça, voltou a ser tão duro ou até mais que antes. Os capítulos da última parte são esses:

Capítulo 16 : Big Harold: uma história;

Capítulo 17: Aroma misto;

Capítulo 18: Sabedoria de serpente;

Capítulo 19: Retalhos verdes;

Capítulo 20: Gravidade e graça.

Não vou resumir cada capítulo. Quero que você leia e tire suas próprias conclusões e se deleite numa leitura leve e consistente. A graça é um tema polêmico, nós queremos muito a graça em nossas vidas mas parece que recusamos  oferecê-la aos demais.

Para refletir: Ó graça momentânea dos homens mortais, que nós procuramos mais do que a graça de Deus. Shakespeare, Ricardo III

Palavra do dia: E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça. João 1:16

4 Comments

  • Reply Ellen Evanns abril 4, 2016 at 6:17 pm

    Quero esse livro!
    Ellenchannelblog.wordpress.com

    • Reply Daniele Leite abril 5, 2016 at 2:02 am

      É um ótimo livro Ellen, vale muito a pena!!

  • Reply isabel borgert abril 20, 2016 at 9:14 am

    Bom dia!!
    Sempre comento com amigos que eu deveria trabalhar em uma biblioteca, adoro ler, acho uma das coisas mais espetaculares da vida, tenho muitos llivros , , presenteio e compartilho muitos tambem.
    Fiquei com vontade de ler todos que você indicou.
    Bjs

    • Reply Daniele Leite abril 20, 2016 at 2:36 pm

      Amo livros!!! É difícil entrar num livraria sem levar um. Tenho que fazer um esforço grande rsrs. No momento estou lendo Memórias do Livro de Geraldine Brooks.
      Bjs

    Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.