REFLEXÕES SOBRE O ORGULHO E A HUMILDADE

REFLEXÕES SOBRE O ORGULHO E A HUMILDADE

O orgulho geralmente não é uma coisa boa, salvo em raríssimas exceções. Quando você se orgulha de um trabalho bem feito, em um primeiro momento pode ser algo agradável, mas se tornará um fardo se você não souber administrar e começar a buscar a perfeição. Pior ainda, você poderá começar a julgar os trabalhos que não seguem o padrão do seu como inferiores, perderá a humildade e deixará de crescer.

Os aficionados pela ciência, quando não têm cuidado, se engodam na própria sabedoria desprezando tudo aquilo que não está no mesmo nível de intelectualidade e profundidade de conhecimento que possuem. Áreas que não essencialmente consideradas ciência são taxadas como menores, como reduto de incapazes ou limitados. Esquecem-se que aquele é a própria sabedoria andou com homens simples, com mulheres estigmatizadas pela sociedade, taxadas como coisa menor e sem valor. Deus não escolheu as coisas grandes desse mundo, mas veio com alguém que julgaríamos inferior na nossa sociedade e foi rejeitado por muitos.

Não se enganem. Se algum de vocês pensa que é sábio segundo os padrões desta era, deve tornar-se “louco” para que se torne sábio. 1 Coríntios 3:18

Essa semana eu tive que ir à perícia médica do estado do Ceará para avaliarem o meu pedido de licença saúde. Tive um estresse psicológico e físico advindos do trabalho. Muito fragilizada emocionalmente, passei por maus bocados, mas graças a Deus estou me recuperando. Sua graça e misericórdia estão sobre mim e eu rogo que se derramem sem medida. O que vi lá nesse dia me chamou atenção e vou guardar sempre. Uma lição de humildade. Quando cheguei à entrada do local havia um senhorzinho pequenino, meio calvo, aparentando uns sessenta e poucos anos de idade. Ele estava sentado numa barraquinha de tapioca e comia alguma coisa (provavelmente tapioca com café) que eu não consigo lembrar. Quando entrei no local vi o mesmo senhor, andando de um lado para outro, atendendo pessoas, chamando-as pelo nome para que fossem periciadas. Achei que ele fosse um atendente ou coisa assim.

A médica que ia me atender estava demorando. Já eram mais de três horas de espera. De repente ouço chamarem meu nome. Era o senhorzinho baixinho. Para minha surpresa descobri que ele era um dos médicos. Atendeu-me com prestatividade. Aconselhou-me. Foi manso. Saí de lá com uma lição no coração e emocionada porque vi naquele senhor, que descobri depois de uma conversa ser polonês e provavelmente judeu, pinceladas vibrantes de humildade.

A Bíblia diz que Deus resiste ao soberbos, contudo aos humildes dá graça(Tiago 4:6). No nosso dia-a-dia todos lutamos contra o orgulho, contra o desejo de julgar os outros inferiores a nós mesmos. Alguns não lutam. Aqueles que lutam devem ter cuidado para não incorrer no pecado do orgulho.

Se devo orgulhar-me, que seja nas coisas que mostram a minha fraqueza. 2  Coríntios 11:30

Benjamin Franklin estabeleceu treze virtudes para exercitar.  Vou elencar três delas aqui. Primeira, o Silêncio (Fale apenas o que possa beneficiar os outros ou você mesmo; fuja da conversa fútil); Segunda,a Frugalidade(não gaste a não ser para o bem dos outros e o seu; isto é não desperdice nada) e terceira, a Tranquilidade (Não se perturbe com ninharias ou acidentes comuns ou inevitáveis). Benjamin Franklin criou um livro com uma página para cada virtude e uma coluna na qual registrava os defeitos. Ele escolhia uma virtude diferente a cada semana para exercitá-la e anotava todos os dias cada erro, recomeçando tudo a cada treze semanas. O objetivo era repassar a lista quatro vezes por ano e lutar para ser limpo, puro. Quando fez progresso ele se viu lutando contra um outro defeito: o orgulho.
As palavras de Benjamin Franklin sobre o ocorrido:
” Talvez não exita nenhuma paixão natural tão dura de subjugar quanto o orgulho. Disfarce-o. Lute contra ele. Sufoque-o. Mortifique-o quanto quiser. Ele continua vivo, e vai de vez em quando espiar e aparecer… Mesmo se eu pudesse imaginar que já o venci, provavelmente ficaria orgulhoso de minha humildade”.


Não adianta queremos consertar a nós mesmos pelos nossos próprios esforços, pois sempre vamos incorrer em outro pecado. É por isso que precisamos desesperadamente da graça de Deus em nossas vidas. É sua graça que liberta, cura, restaura nossas vidas. Quando pensarmos que já somos inteiros o suficiente, lembremos que Cristo sendo tudo se fez pequeno e veio a este mundo para no dar vida. Que prova de amor, que gesto de humildade. Pôs de lado sua glória, sofreu nossas dores.  

Sei que é muito difícil em um mundo tão cheio de segregação sermos humildes, mas espelhemo-nos naquele que é. A verdade é que aqui nunca seremos perfeitos, mas podemos exercitar a humildade no nosso dia-a-dia em pequenas coisas. Podemos fazer isso sendo gratos a Deus pelo que temos, dando bom dia ao vizinho, atendendo bem qualquer pessoa no nosso trabalho, amando uns aos outros e reconhecendo que tudo o que temos vem de Deus e Ele pode dar a quem Ele quiser, portanto não existem menores ou maiores, existe a graça de Deus, que salva pecadores, abençoa pessoas imperfeitas, nos dá o que não merecemos.   Que essa graça superabunde em nossas vidas e tenhamos um coração que agrada ao Pai.

Tenham um dia abençoado, cheio da graça de Deus.

Palavra do dia:

Pois todo aquele que a si mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado. Mateus 23:12

No Comments

Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.