parcerias falsas com blogueiros

As falsas parcerias que marcas grandes propõem aos blogueiros

Share

As falsas parcerias que marcas grandes propõem aos blogueiros

Ultimamente tenho recebido muitas propostas de parcerias (algumas falsas parcerias) através do email de contato do meu blog. Mas uma delas ultrapassou os limites do bom senso. Uma empresa grande do ramo de cosméticos cujo o nome não vou citar por questões éticas, propôs-me por email uma parceria.

Achei que seria uma boa parceria e resolvi aceitar receber mais informações, pois não havia nada muito detalhado no email.  O email contendo a real proposta não me agradaria muito.

A natureza da falsa parceria

A parceria era de publicação de um post que apontasse para o site da marca. Eu publicaria uma postagem falando sobre qualquer coisa relacionada à proteção solar e colocaria as palavras-chave enviadas pela empresa no meu texto.

Essas palavras já viriam com links que direcionariam para a loja virtual da marca, ou seja , indiretamente eu estaria indicando uma marca de graça.

Os links ( no total de cinco), de acordo com a marca, fariam com que os meus seguidores conhecessem todos os benefícios dos produtos de tal marca. Baseados em que percepção? Digam-me? Na deles?

Mas eu ganharia um brinde, minha gente!

Depois que eu tivesse todo o trabalho de pensar num conteúdo bacana e passasse algumas horas escrevendo e publicasse o material, eu deveria enviar o link da postagem para provar , claro, que usei os links com as palavras-chaves deles, juntamente com o meu CPF para que eles pudessem me dar uma estimativa de quando eu receberia um “brinde”, que segundo eles foi preparado especialmente para mim.

A “parceria” foi recusada

Eu recusei a parceria, mesmo meu blog sendo pequeno, mesmo eu não tendo muito seguidores porque achei sinceramente uma proposta descabida. Se tal empresa quisesse publicidade que pagasse por ela, ou seja, pagasse para anunciar no meu blog.

Eu conheço a marca, aparentemente é boa, ouço falar bem, mas nunca comprei nada dela pois o preço é meio salgado, mas confesso que já tive vontade de testar, mas depois dessa proposta esquece. Não vou ficar fazendo papel de trouxa para marca grande que quer apenas links do meu blog e não está disposta a valorizar o meu trabalho.

Esse tipo e proposta é mais comum do que parece

Andei pesquisando na internet e vi que é bem comum esse tipo de proposta. Eles pagam muito para as blogueiras famosas fazerem publieditorial e depois saem catando blogueiras com menos seguidores, mas que são micro-influenciadoras, para aplicar esse golpe e conseguir links na malandragem.

Quem dá a flauta não deveria determinar o tom

Quem dá a flauta não determina o tom. Não é porque você recebeu algo de uma marca de “graça” que agora vai falar desse produto como se fosse a última maravilha do mundo quando na verdade ele não funcionou para você.  Às vezes a experiência é tão ruim que nem vale a pena falar.

Seu tempo é precioso , blogueiro, sua reputação mais ainda.

tempo

Seu tempo é precioso e sua reputação também, por isso tenha bastante cuidado com as falsas parcerias e as propostas indecentes das marcas para blogueiros com menos seguidores.

Embora tenhamos menos seguidores, não somos blogueiros menores, mas trabalhamos produzindo conteúdo da mesma maneira que os grandes blogueiros com uma legião de fãs.

Não podemos vender a nossa opinião por alguns brindes. Se alguém envia algo, e acharmos pertinente compartilhar que seja, mas que o façamos com sinceridade, dizendo exatamente o que achamos,  contudo sem incorrer em atitudes como a calúnia  ou difamação. Basta compartilhar a sua experiência de forma educada e sincera.

Seu link tem valor

O seu link, caro blogueiro,  tem muito valor e as empresas sabem disso por isso nos procuram. No caso da empresa que mencionei , eram vários links, cinco no total, que iam sair de graça praticamente, em troca de um possível brinde.

O que me ofereceram não foi parceria, mas trabalho de graça e pior ainda trabalho de graça para falar sobre um assunto que apontaria para a loja online de uma marca da qual não tenho nada para falar porque nunca usei ou comprei nada da mesma para testar (até porque os produtos são bem caros para o meu bolso).

Parceria de verdade

parceria

Uma parceria de verdade gera ganhos para ambos os lados. Não aceite ser feito de idiota. Produzir conteúdo dá trabalho e compartilhar informação  é coisa séria. Faça com responsabilidade. Não faça postagens  avaliando um produto e dizendo que ele é muito bom se você nunca usou em troca de um possível brinde.

Uma coisa é você receber algo da assessoria de uma determinada marca, o que as blogueiras chamam de “Recebidos” e outra e alguém querer que você faça Marketing de Conteúdo de graça, ou seja, escrever uma postagem altamente otimizada para SEO (mecanismos de busca, Google) apontando para a loja virtual da marca, sem você ter recebido nada! Nem pagamento pelo post cheio de links para a marca, bem produto algum para testar antes de escrever, mas simplesmente a promessa de que enviariam um brinde assim que o post fosse publicado.

O brinde? você nem sabe o que é. Pode ser apenas uma amostra de alguma coisa , um prêmio de consolação ou coisa assim.

Os recebidos

Os vídeos de recebidos, que muitas blogueiras fazem, são bacanas. Ninguém fica preso por ter recebido algo, mas geralmente tudo que recebemos, pela gentileza do gesto, acabamos publicando.

O que não acontece é falar bem de um produto que não funcionou, mas mesmo que não tenha funcionado para mim, pode funcionar para outra pessoa, por isso é bom ter cuidado na hora de se pronunciar sobre artigos recebidos, deixando claro a sua experiência de uso.

Os afiliados

Caso você queira ganhar um extra com o seu blog tendo mais autonomia, opte por trabalhar  com afiliados e escolha um produto ou serviço com o qual se identifica para divulgar em seu blog em troca de comissões.

Você pode colocar um link afiliado numa resenha de um produto que você testou e obteve ótimos resultados. Ou ainda poderá fazer uma lista de cursos on-line que tem boa classificação na rede para dar ao seu leitor  o poder de escolha.

Um exemplo é  um post com uma lista de dez cursos de idiomas que são bem avaliados na internet, ou uma lista de desejos, mas seja honesto em dizer que não testou.

Lembrando que você deve ter muito cuidado para não divulgar serviços ou produtos duvidosos. Sempre busque plataformas confiáveis como a Hotmart ou Eduzz, no caso de cursos online; ou ainda A Zanox e a Lomadee, para produtos.

Não publique só porque recebeu algo

Não aceite qualquer parceria tampouco qualquer publicidade. Aceite o que for de acordo com os seus valores ,  com base em opiniões confiáveis e de acordo com a sua experiência de uso.

Não faça papel de besta para as marcas famosas que querem se aproveitar do seu trabalho. Melhor do que ter um blog cheio de patrocinadores é ter a liberdade para falar daquilo que você acredita e confia e ter a certeza de estar fazendo um trabalho honesto e íntegro.

Alguém aí se identifica? Já recebeu alguma proposta de parceria furada ? Compartilhe aqui nos comentários.

Mais vale o bom nome do que muitas riquezas e ser estimado é melhor que prata e ouro. Provérbios 22:1

 

 

13 Comments

  • Reply Daniela Menezes Março 7, 2017 at 12:11 am

    Nossa que chato isso né? Fez bem em não aceitar, faria o mesmo….Temos que nos valorizar, pois como você citou nosso tempo editando post é longo e não é qualquer parceria que devemos aceitar.
    Belo post. Deus te abençoe.

    http://embaixadoradedeus.blogspot.com.br/

    • Reply Daniele Leite Março 7, 2017 at 10:23 am

      Temos sim, Dani. O que não faltam são empresas procurando blogs emergentes para se promover de graça.
      Obrigada! Deus abençoe você também!

  • Reply vidasaudavel238 Março 7, 2017 at 11:28 am

    Bom dia Dani
    Com certeza é bem desagradável, eu também tenho recebido umas coisas estranhas , desde divulgar um colchão até vídeos pornô isso acaba com qualquer boa vontade.Eu não sei onde estes caras capturam nossos contatos..
    Acho um desrespeito.Escrever um blog dá trabalho e merece respeito.Tem muita coisa boa por ai mais tem cada coisa que desanima..
    Afiliados não gosto muito.Certa vez entrei em contato com uma marca famosa de mochilas para obter um desconto visto que queria comprar uma e esta marca era muito cara.Eles disseram que diante da crise não estavam em condições de fazer o desconto, comprei uma outra mochila em seguida aquela marca entrou em contato, ai foi a vez de eu dar um chega prá lá neles.Outra vez precisava de umas faixas para colocar na mala pasme , aconteceu a mesma coisa.
    Pra encerrar, comprei um pó facial de uma marca de produtos naturais muito bom e enviei um email pra eles para falar do produto pois gostei.Demoraram um ano para entrar em contato comigo pelo watsap ( não sei como descobriram o numero pois passei apenas o email para contato) mas pasme o contato era para me empurrar coisas , ai foi minha vez de descer o verbo neles) são uns aproveitadores.
    Tenho pensado muito sobre algumas coisas e por isso fui buscar um profissional para me proteger disso e ficar cada vez menos vulnerável.Mas dá trabalho e se gasta também.
    Bjs Dani boa semana.
    isabel

    • Reply Daniele Leite Março 7, 2017 at 3:01 pm

      As propostas que fizeram a você foram mais descabidas ainda que fizeram a mim.
      Muitos são aproveitadores mesmo , por isso é necessário refletir bem antes de aceitar qualquer parceria e não acabar se envolvendo numa furada.
      Procurar orientação profissional é uma ótima maneira de conhecer e identicar práticas de má fé na internet.
      Beijos Isabel!! Ótima semana

  • Reply Princesas Do Rei Março 8, 2017 at 5:34 pm

    Nossa, só li verdades!
    Realmente tem empresas que abusam mesmo, pensam que por não termos grande reconhecimentos, devemos aceitar tudo o que nos é proposto.
    Já passamos por propostas semelhantes, inclusive aceitamos uma parceria que no começo eram flores, mas em “troca’ de um produto tínhamos que falar bem da marca, não podíamos ter a nossa opinião e tals. Super desnecessário. Como você mesmo disse: devemos nos valorizar mais!
    Hoje temos algumas parcerias fechadas e que nos dão a liberdade de opinarmos conforme o que realmente gostamos, e outras são tão gentis que não exigem nada, nada mesmo, e assim firmamos uma parceria de amizade, que pelo carinho é claro que compartilhamos em nossas redes alguns itens recebidos.
    Super amamos o post, palavras sábias.
    Parabéns princesa!
    Beijinhos.

    • Reply Daniele Leite Março 9, 2017 at 2:43 pm

      É meninas, eu cortei logo de cara. Faço o meu blog com todo carinho e cuidado. Tenho parceria com algumas empresas como afiliada, mas deixo isso bem claro no blog. O que não admito é que subestimem o meu trabalho e se aproveitem do ranqueamento do meu blog (que é bem visitado graças a Deus e possui vários posts na primeira página do Google) para se promoverem sem pagar por isso.
      Eu considerei essa proposta um lixo.

      Não tenho nada contra recebidos. Quem envia sabe que podemos ou não publicar, mas por uma questão de educação mesmo e gratidão acabamos publicando. Mas o que a empresa XX queria fazer comigo era pedir que escrevesse uma postagem completa falando sobre um assunto que envolve o produto que ela vende e direcionasse essa postagem para a sua loja virtual. Ela queria Marketing de Conteúdo de graça. Marketing de Conteúdo é caro e alguma postagens chegam a custar mais de R$200,00 reais. Eles queriam que eu fizesse de graça para depois pensar em me enviar um brinde, achei um absurdo total. Se querem que eu resenhe um produto, é só me enviar o produto. Se querem marketing de Conteúdo, criem um blog e paguem a editores para escreverem sobre o assunto. Enfim fiquei bem chateada com a proposta nefasta da empresa.
      Parabéns pelas parcerias que já conquistaram meninas. Conheço o trabalho de vocês e sei que são blogueiras honestas e tementes a Deus. E não há nada de mais em compartilhar recebidos, é algo que é bom para ambas as partes!! Super beijo!!!

  • Reply Gisley Scott Março 12, 2017 at 6:02 pm

    Daniele estou MUITO FELIZ que alguém colocou a boca no trombone em relação à isso. Já recebi propostas até de jornais e revistas, e aceitei, e depois nem me dá o link do que foi publicado tiveram a coragem de mandar(isso uns dos jornais sendo da nossa cidade mesmo). Fizeram uma entrevista comigo pelo skype e parece que é assim, depois que conseguem o que quer, não mandam nem um email para agradecer. Parece abutre mesmo.
    Hoje os únicos tipos de parceria que faço são aquelas que um blogueiro gostaria que eu fizesse um texto com uma temática dentro daquilo que eu gosto e dando-me a liberdade de escrever, citando o link do meu blog e eu fazendo o mesmo pela pessoa, mas para jornais, revistas ou empresas, eu não faço mais porque eles dizem que vão te ajudar a gerar mais seguidores e mais fluxo para o teu blog, porém é mentira : o que eles querem mesmo é isso que você falou: alguém que faça o trabalho deles de graça e eles ganhem todo o crédito. Isso não é profissionalismo, é malandragem!!!
    Beijos
    http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

    • Reply Daniele Leite Março 14, 2017 at 6:05 pm

      É um assunto bem delicado mesmo Gisley e se não tivermos cuidado podemos fazer papel de besta. Blog post é um produto caro, não podemos fazer esse trabalho de graça, pois demanda tempo, pesquisa, envolvimento. Claro que fazemos porque gostamos, mas uma coisa é escrever para nossos blogs e outra fazer propaganda nos nossos blogs de forma gratuita para fins comerciais.
      Eu não tenho problemas, por exemplo, em testar produtos enviados por marcas que se alinhem à minha filosofia de vida e divulgar os resultados em forma de post ou vídeo, acredito que nesse caso há uma troca bacana.Eles me enviaram algo que se transformará em material e eu terei uma experiência de uso a ser compartilhada. Mas escrever um texto inteiro sobre um assunto que aponta para produtos de uma marca para no final levar um brinde é muito trabalho e é aquele velho ditado ” Quem paga adiantado pode ser enganado”
      Beijos !!! Sucesso!!

  • Reply Joene M. Acostt Abril 4, 2017 at 12:21 am

    Mas menina, que golpe! Num grupo que participo tem moças que sempre alertam para esse tipo de situação, porque infelizmente tem sempre blogueiras loucas por uma parceria e nem prestam atenção nos termos dessa “parceria”, querem apenas a tal parceria de qualquer maneira. Meu blog é pequeno, mas consome meu tempo e nunca que vou menosprezar meu trabalho por um brindezinho. Isso eu ganho quando vou a eventos na minha cidade.
    Att,

    http://www.naoenrola.com

    • Reply Daniele Leite Abril 4, 2017 at 1:48 pm

      A possibilidade de ganhar alguma coisa pode cegar, mas o trabalho honesto é que fará um blog crescer. Acho que as parcerias devem gerar ganhos para os dois lados.
      Uma coisa é receber algo, sem exigências (como no caso dos recebidos nos blogs)
      e ficar à vontade para publicar ou não. Nesses casos você pode contar uma experiência de uso, e os dois lados saem ganhando. A blogueira tem material para postagem e a empresa ganha visibilidade.
      Mas a proposta que fizeram para mim não se enquadra nem em GuestPost, mas sim em fazer Marketing de conteúdo( e de graça). Empresas como a RockContent vendem artigos por por encomenda com os links , mas que devem ser publicados no blog da empresa que os solicitou. Enfim, são coisas que podem acontecer e fica o aviso tanto para os blogueiros, quanto para empresas.
      Beijos!

  • Reply Nati Maio 1, 2017 at 6:18 pm

    Particularmente acho que não tenho muita visibilidade ainda, mas já recebi uma proposta parecida, mas não topei, porque não combina com o blog e nem com as coisas que escrevo. Achei muito bom o teu post :), pois muitas das blogueiras, quem sabe a maioria, não conhecem muito sobre parcerias e como aceitar ou não, e porque não aceitar, enfim, ótimo post.
    Beijos

  • Reply Blog sendo útil Maio 18, 2017 at 4:33 pm

    Recebi um e-mail quase que idêntico ao qual você mencionou no primeiro parágrafo. Uma pena, pois a marca é bem famosa e acaba “queimando” o seu filme com nós blogueiras,pessoas que mais influenciam em suas vendas.

    • Reply Daniele Leite Maio 20, 2017 at 1:33 am

      Verdade. Mas às vezes nem são as marcas, mas quem elas contratam para gerenciar suas mídias. Sendo essa ou não a situação, nós devemos sempre prezar pela honestidade e claro valorizar nosso trabalho.

    Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.