RESENHA: ÓLEO DE ARGAN SALON OPUS

Share

RESENHA: ÓLEO DE ARGAN  SALON OPUS

Estava em busca de uma opção de finalizador com óleo de Argan e resolvi testar essa versão genérica do Moroccanoil. Quando fui até uma loja de produtos para cabelo de um shopping aqui de Fortaleza procurando um óleo de argan, vi os ingredientes do Moroccanoil e me surpreendi quando achei que iria encontrar óleo de argan puro. Na composição identifiquei além de silicones, dois corantes, o que achei o cúmulo para um óleo tão caro (R$170 reaizinhos nessa loja).

Bom, pequisa vai , pesquisa vem, vi no Center Box , uma rede de supermercados aqui da minha cidade, o digamos genérico do Moroccanoil. Até a embalagem é parecida, os ingredientes também.
Como podemos ver nas fórmulas (a de cima é do óleo de Argan da Opus e a de baixo da Moroccanoil) que a diferença não é tanta. O óleo da Moroccanoil assim como o da Opus, contém silicones em sua formulação. Ambos têm corantes e são , eu diria, irmãos quase gêmeos, porém com a diferença de preço absurda. Claro que não vou dizer aqui que óleo da Salon Opus é melhor, até porque não testei o da Moroccanoil; mas que os ingredientes são parecidos são.
Aí vem a pergunta: – Por que não vender o óleo de argan normal, puro, sem tantos ingredientes de potencial alergênico adicionados? Separei alguns ingredientes que compõe o óleo da Salon Opus  e o da Moroccanoil para a gente refletir. Claro que quase tudo que compramos leva alguma coisa não muito legal na fórmula. Mas o que acho insano é a diferença de preço tão grande para dois produtos quase iguais. Vejamos alguns dos ingredientes:
1. ALPHA-ISOMETHYL IONONE
É um ingrediente químico que é frequentemente utilizado como uma fragrância, em vários produtos. confere o aroma floral delicado ao produto. É amplamente utilizado em óleos de perfume, mas também para os óleos essenciais. Pode causar alergias em pessoas com pele sensível.
2. BUTYLPHENYL METHYLPROPIONAL
É um aldeído, líquido incolor a amarelo pálido com cheiro de floral doce. É utilizado em loções pós-banho, produtos de banho, banhos de espuma, produtos de limpeza, produtos para cabelos, hidratantes, perfumes e colônias, xampus e produtos para cuidados da pele.
Segundo pequisas, este produto tem uso restrito devido ao elevado potencial de alergênico. Em animais causa deformações em esperma e perturbaçãos no SNC.
3. CYCLOPENTASILOXANE
É um silicone volátil cuja função é melhorar a espalhabilidade, e tornar o o cabelo mais fácil de desembaraçar, além disso confere brilho e  ajuda a reduzir o tempo de secagem dos cabelos. Pode dar alergia em algumas pessoas. A maioria dos protetores térmicos têm essa substância. Não dá pra fugir facilmente dela.
Praticamente não existem cosméticos 100% natural principalmente para atender a enorme demanda que a sociedade capitalista exige. O que podemos fazer é procurar os menos agressivos.


O QUE EU ACHEI DO ÓLEO DA SALON OPUS:

Bom gente, eu não gostei do óleo. Não gostei dos ingredientes, não gostei do efeito, pois deixa o cabelo meloso e o cheiro é muito enjoativo. Só gostei mesmo do preço: R$13,90. Mas a julgar pelo uso (não vai ser mais usado) foi um prejuízo para mim.  O óleo caro da Moroccanoil nem penso em comprar, pois é praticamente a mesma coisa do óleo da Opus conforme especificações da embalagem. O óleo da Salon Opus pelo menos foi ético em colocar os ingredientes que compõem a fragrância do produto (PARFUM), o que a Moroccanoil não fez.
Eu sei que se formos pensar em tudo o que há nesses cosméticos, a gente não fica com quase nada disponível para usar. Mas sempre há um produto meio-termo, que tem uma fórmula menos agressiva e é com pesquisa que vamos descobrindo aos pouquinhos qual é a verdade por trás de alguns produtos de beleza. Lembrando que nem todo mundo vai desenvolver alergia com o uso desses produtos. Como salientei aqui eles possuem potencial alergênico, ou seja, são capazes de causar alergia em algumas pessoas. No meu caso, não houve alergia, mas o produto é que não se deu muito bem com os meus cabelos. Vou tentar achar óleo de argan puro para acrescentar só umas gotinhas ao meu condicionador. Mas é isso gente, não dá para ficar neurótica com tudo não é mesmo? Mas é sempre bom saber o que e agente está levando para casa.
Para quem quiser saber mais sugiro a leitura de dois artigos
GONZÁLEZ-MUÑOZ, P.; CONDE-SALAZAR, L.; VAÑÓ-GALVÁN, S. Dermatitis alérgica de contacto a cosméticos. Actas Dermo-Sifiliográficas, v. 105, n. 9, p. 822-832, 2014.
 
HEISTERBERG, Maria V.; MENNÉ, Torkil; JOHANSEN, Jeanne D. Contact allergy to the 26 specific fragrance ingredients to be declared on cosmetic products in accordance with the EU cosmetics directive. Contact Dermatitis, v. 65, n. 5, p. 266-275, 2011.
 
OUTRAS FONTES:
http://www.annmariegianni.com/ingredient-watch-list-cyclotetrasiloxane-the-hair-conditioner-that-may-harm-our-waterways/
http://longidade.blogspot.com.br/2013/02/cosmeticosalimentos-e.html


No Comments

Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.