luz

Assim brilhe a vossa luz: estamos brilhando ou a nossa luz está escondida?

Share

Assim brilhe a vossa luz:  estamos brilhando ou a nossa luz está escondida?

 

A juventude cristã de hoje vive dias atarefados. Buscamos muitas coisas: o emprego dos sonhos, sucesso no nossos empreendimentos, diversão com os amigos, bom êxito na faculdade, mas muitos  desperdiçam essas oportunidades dadas por Deus, porém, outros as aproveitam  para cumprirem o que está escrito em Mateus 5: Assim brilhe a vossa luz.

Não estamos negligenciando a Deus quando estudamos e nos esforçamos por um futuro melhor, tampouco quero encorajá-loa  largar tudo e buscar a Deus todas as horas do seu dia, orando lendo a Bíblia e servindo na igreja e fazendo tudo o que puder ser feito, a não ser que você tenha um chamado missionário, do contrário você não fará isso com alegria.   Mas quero dizer que você pode fazer todas essas coisas glorificando a Deus. Orando em todo o tempo em espírito. Pedindo sabedoria para fazer o seu melhor e com isso glorificar o nome de Deus.  Assim  brilhe a vossa luz.

UM BOM TRABALHO

“Assim brilhe também  a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”

Mateus 5:16

Embora o meu Grego esteja um pouco enferrujado, ainda consigo entender alguns trechos da Bíblia no idioma original. Fui pesquisar a palavra que traduzimos como “obra” para a Língua Portuguesa e vi que era a palavra “έργα”, que tem sua raiz na palavra εργον / ἔργον.

O significado é trabalho, esforço, ocupação. Mas o detalhe aqui do versículo é que o nosso trabalho, as nossas obras, devem glorificar a Deus. As nossas obras devem ser boas, bonitas. A palavra usada no versículo para boas é o verbete “kalos”, declinado no feminino para concordar com “έργα”, portanto “kalá”.  

É um adjetivo e significa: (propriamente) bonito, (principalmente, no sentido figurado) bom, (literalmente) valioso (moralmente) virtuoso. Nossas obras, portanto, devem ser valiosas, bonitas, boas, virtuosas. Não para alcançarmos salvação( Isso é mérito de Cristo), mas para glorificarmos o nome de Deus com elas, porque levamos o seu nome, somos seus filhos.

 Vivendo de forma agradável

Vemos, portanto, que não é apenas com o  serviço dentro da igreja que professamos essas obras, que servimos a Deus. Mas é vivendo de forma agradável a Deus. Refletindo a sua luz nesse mundo. Fazendo nosso trabalho com diligência, com esforço e de forma a honrar a Deus. Mas o serviço na casa de Deus é importante.

É bom participar de alguma atividade, seja no louvor, seja contribuindo financeiramente com as programações , realizando um grupo de oração. Não estou em hipótese alguma querendo desencorajar o serviço na igreja, mas desmistificar essa coisa de que só serve quem está ativo em todas as programações. Mais ainda do que participar , é imprescindível nunca deixar de se congregar. Não deixe de ir à igreja, pois é um lugar de adoração, comunhão e edificação.

 A história do sapateiro

Quando um sapateiro recém convertido perguntou a Lutero o que deveria fazer para servir bem a Deus, acredito que não esperava a resposta dada por ele:

– Faça um bom sapato e venda-o por um preço justo.

Talvez aquele homem tivesse imaginado que  só se  largasse tudo e saísse mundo afora pregando o evangelho estaria servindo a Deus. Lutero mostrou-lhe que ele tinha que ser luz onde estivesse.

Para nós cristãos, não há essa de vida secular e vida cristã. O que há é vida cristã e nela devemos glorificar a Deus. Fazer brilhar a nossa luz. Seja no trabalho, na faculdade em tudo o que fizermos , nós podemos servir a Deus. Não é apenas no seio da igreja, embora isso seja deveras importante; não é apenas quando vamos à igreja, mas quando somos a igreja em qualquer lugar que estejamos.

 Brilhe onde todos possam ver

A adoração a Deus não se dá apenas no domingo à noite na casa de Deus, ela se faz quando o obedecemos diante dos homens, quando o glorificamos nas pequenas coisas. Quando somos fiéis no pouco, e aqui não refiro a dinheiro, mas à obediência, temor.

É muito fácil brilhar dentro da igreja, estar presente nos cultos, entoar louvores, orar  com certa eloquência diante dos demais. A dificuldade maior de ser um cristão coerente com o que a Bíblia ensina está quando saímos das portas fechadas da igreja e quando somos observados diariamente por nossas atitudes.

Ser um bom cristão, um servo; não é ser uma candeia que se põe debaixo do alqueire. É brilhar neste mundo com suas boas obras. Seja o melhor estudante, o melhor funcionário dentro das suas possibilidades e dentro do que é  justo e agradável a Deus, seja o melhor filho, a melhor esposa, o melhor cidadão. Faça o seu melhor sapato!

Palavra do dia: Porque não é aprovado aquele que se recomenda a si mesmo, mas sim aquele a quem o Senhor recomenda.2 Coríntios 10:18

No Comments

Deixe aqui o seu comentário e se tiver um blog deixe também o link para eu poder visitá-lo.